Mortes no trânsito superam homicídios em Carapicuíba e região, segundo dados da Fundação Seade

As chances de um morador da região Oeste morrer vítima de acidente de trânsito estão cada vez maiores, enquanto o risco de um assassinato apresenta desempenho oposto. Embora o índice geral de mortalidade, nas 8 cidades dessa área, tenha permanecido praticamente estável no período de um ano, o de óbitos envolvendo colisões de veículos ou atropelamentos cresceu 10%. Já o de homicídios caiu 12,8%.

Os dados são da Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados) referentes aos anos de 2008 e de 2009, cuja finalização foi feita no mês de dezembro e divulgada na última semana.

De acordo com o levantamento, a taxa média de mortalidade geral, na região, teve ligeira queda, de 4,63 para cada grupo de 100 mil habitantes para 4,59, nesse intervalo. No mesmo período, o índice de mortes em acidentes de trânsito, também para cada grupo de 100 mil habitantes, passou de 17,04 para 18,86, uma elevação de 10,6%. Já a taxa de homicídios por 100 mil habitantes baixou de 19,09 para 16,64, uma redução de 12,8%
Embora a média apresente tendência de crescimento, o comportamento não foi uniforme entre as cidades. No caso do trânsito, os números foram puxados para cima por Pirapora do Bom Jesus. O município viu seu índice de óbitos por colisões de veículos e atropelamentos praticamente dobrar de um ano para outro, subindo de 25,84 para 56,75, o que lhe garante o título de trânsito mais violento da região. E o desempenho regional só não foi pior porque Santana de Parnaíba obteve tendência oposta, derrubando seu índice também pela metade, passando de 13,03 para 6,26, o menor da região.

Ao lado de Pirapora, Cotia também registrou alta nas mortes no trânsito, com índice subindo de 19,55 para 20,15. Nos demais municípios, o índice baixou, com destaque para Osasco, com retração de 15,51 para 11,76.

Entre as mortes envolvendo homicídio, o desempenho entre as cidades foi bem diferente. A maior retração aconteceu em Parnaíba, onde a taxa baixou de 10,24 para 3,58. Também houve queda em Pirapora (de 25,84 para 18,92), Jandira (de 20,53 para 17,47), Cotia (de 19,55 para 16,97) e Carapicuíba (20,66 para 17,10). Por outro lado, os assassinatos cresceram em Osasco (de 25,44 para 25,60) e Itapevi (de 15,18 para 16,13).

Fonte: Jornal de Carapicuíba

Deixe seu comentário